28/01/2022  01h47
· Guia 2022     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Crônicas
26/11/2021 - 06h19
Lixo espacial
Maria Angélica de Moura Miranda
 
Arquivo MAMM 

Minha mãe, Beatriz Puertas de Moura, era uma pessoa diferente em tudo, ajudava as pessoas, adorava conhecer gente nova, logo fazia uma poesia para a pessoa que tinha conhecido, uma sensibilidade à toda prova.

Um dia cheguei de São José dos Campos, onde eu morava e ela me falou:

- Você vai hoje comigo no cartório, quero registrar um documento!

Tudo bem, almoçamos e fomos para o cartório. Quando chegamos lá ela tirou uma folha de papel manuscrita da bolsa e deu para o rapaz registrar. Na saída ela me falou, guarda para ler quando você chegar em casa.

E foi isso que eu fiz, cheguei em casa e li o documento que transcrevo agora.

Eu, Beatriz Puertas de Moura, funcionária do hospital local, na função de auxiliar de fiseoterapia, residente à av. Armando Salles de Oliveira nº 395, São Sebastião SP, fiquei muito preocupada quando vi pela televisão que estamos sujeitos em qualquer parte do Brasil a sermos atingidos por partes do laboratório espacial que está em órbita e teve avaria em seus controles.

Espero que seus destroços caiam no mar, como também está previsto sem atingir criaturas humanas. Eu vivo em minha casa com uma filha Débora de 16 anos, nos fins de semana chega outra filha Maria, de 21 anos, que trabalha e estuda na cidade de São José dos Campos. Tenho também mais dois filhos o Álvaro e a Nádia, que freqüentam muito a minha casa, que também é deles.

Caso aconteça algo na minha casa eu quero receber R$... de indenização para pagar objetos como televisão, telefone etc. e R$... de indenização por vidas humanas, mesmo sabendo que vidas humanas não tem preço.

Estou torcendo para que o laboratório espacial caia no mar para sossego de todos.

Beatriz Puertas de Moura.

Para vocês entenderem melhor, quero lembrar que homem tinha chegado na lua, 9 anos antes disso, as viagens espaciais eram uma novidade ainda, e esse tipo de notícia ainda era visto como uma ameaça. Hoje em dia nem sou capaz de imaginar o lixo espacial que temos em órbita, mas fala a verdade, a Beatriz Puertas era de outro mundo!


Nota do Editor: Maria Angélica de Moura Miranda é jornalista, foi Diretora do Jornal "O CANAL" de 1986 à 1996, quando também fazia reportagens para jornais do Vale do Paraíba. Escritora e pesquisadora de literatura do Litoral Norte, realiza desde 1993 o "Encontro Regional de Autores".
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
27/01/2022 - 05h34 Corre o leão, também a gazela
26/01/2022 - 05h48 É possível sentir uma presença ausente
25/01/2022 - 05h37 Escolha bem seu herói
24/01/2022 - 06h22 Com-pacto simples
23/01/2022 - 05h18 Sem virar vinagre
21/01/2022 - 05h32 A Paraíba revoluciona a Educação
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2022, UbaWeb. Direitos Reservados.