03/02/2023  09h51
· Guia 2023     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Crônicas
26/12/2022 - 07h44
A vitória da Argentina
Maria Cândida Vieira
 

Há muito tempo que eu não assisto a jogos de futebol e não me empolgo com a Copa do Mundo porque, seja qual for o resultado, não mudará em nada minha vida e a de vários brasileiros. Eu também já não suporto a mania dos brasileiros de ficar agindo como se já tivéssemos ganho os jogos antes mesmo deles terem começado, até porque temos que admitir que não estamos mais nos tempos áureos do futebol brasileiro. A época em que o Brasil era o país do futebol já passou. Não estamos mais no tempo de Pelé, Garrincha e tantos outros jogadores que ficaram eternizados na nossa memória. Além disso, vivemos agora em um mundo globalizado e outros países também têm boas seleções. Temos que respeitar os nossos adversários e aprender a jogar sem subestimá-los.

Eu fiquei pensando muito quando o Brasil foi eliminado da Copa no jogo contra a Croácia e isso me fez ver que precisamos ser mais realistas. Nenhuma seleção é intocável e com o Brasil não é diferente. A gente só pode dizer que ganhou ou perdeu após o fim de uma partida. E, se o adversário jogou melhor, temos que reconhecer que ele fez por merecer a vitória. Não acompanhei muito o jogo do Brasil com a Croácia mas pude ver que nossa seleção não estava jogando tão bem quanto deveria. E, depois da derrota, não faltou quem malhasse Tite, dizendo que qualquer técnico de time de várzea faria melhor do que ele. E depois, querer que o Brasil sempre ganhe é não ser realista. Ninguém pode ganhar sempre o tempo todo. Mesmo o melhor goleiro do mundo pode tomar um frango, por mais que tenha treinado. Pessoa alguma é perfeita e infalível.

Com a eliminação do Brasil, vimos a Argentina, nossa maior rival no futebol, ir adiante fazendo uma bela campanha e vencer a Copa, conquistando o tricampeonato, o que com certeza irritou muitos brasileiros que viram o sonho do hexacampeonato ir embora mais uma vez. Seria bom que muitos brasileiros que se entusiasmam tanto com o futebol e ficam rezando e sofrendo durante as partidas tomassem consciência de que há coisas mais importantes do que futebol (ou qualquer outro esporte) na vida das pessoas e que, neste momento tão crucial da história do Brasil, o mais relevante é pensarmos no futuro da nossa economia, ofertas de emprego, educação, segurança, saúde e tantas outras coisas que há muito tempo deveriam ser uma realidade em nossas vidas. Tudo bem gostar de futebol ou de qualquer outro esporte, mas o resultado de uma Copa não muda nossas vidas. Muda apenas a dos jogadores, que irão ganhar mais dinheiro. No caso da vitória da Argentina, ela repercutiu positivamente principalmente sobre Messi, o maior craque argentino da atualidade e capitão da seleção, que jogou sua última Copa sendo sagrado tricampeão.

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
31/12/2022 - 07h23 Enfim, `Arteado´!
30/12/2022 - 05h37 É pracabá
29/12/2022 - 06h33 Onde nascem os meus monstros
28/12/2022 - 06h39 Um Natal adulto
27/12/2022 - 07h36 Holy Night
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2023, UbaWeb. Direitos Reservados.