22/09/2021  06h34
· Guia 2021     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
COLUNISTA
Marcelo Sguassábia
29/07/2021 - 06h22
Ah, esse Jeff...
 
 

Bezos quer mais, muito mais. Ser o homem mais rico da Terra já é conquistazinha barata, sem charme e de mérito discutível. Provavelmente ele quer - e vai - se autoproclamar o homem mais rico de Marte, de Saturno, de Urano, de Mercúrio, de Vênus, de Júpiter e de Netuno.

Fincando a bandeira da Amazon nestes planetas, o que deverá ocorrer bem antes do que se imagina, Bezos será formalmente declarado o homem mais rico do universo. E até prova em contrário será verdade, já que a ciência desconhece outros mundos habitados.

Mas a sideral sacada do destemido Jeff virá depois. É sabido e confirmado cientificamente que há 300 milhões de mundos semelhantes à Terra apenas na Via Láctea. E olha que este número é conservador: várias estimativas apontam para a casa dos bilhões. Calculando por baixo uns sete bilhões de bípedes em cada globo, imagine o que o nosso sorridente calvo já deve estar maquinando...

Consta que os planos de Bezos são muito ambiciosos para conquistar este mercado potencialmente infinito. A ideia é fundar a Amazon Universal fora da órbita terrestre, e em consequência, fora de qualquer alcance tributário. Para ser ainda mais competitivo, Jeff recrutará mão de obra extraterrestre de planetas menos evoluídos, para que não tenha que pagar nada ou, pelo menos, ter menores custos trabalhistas.

As matérias-primas para produção de tudo o que a Amazon Universal comercializará virá, a princípio, da Terra. Porém, na ida e na volta da espaçonave, milhares de terráqueos estarão fazendo turismo interplanetário. Os ganhos de escala serão tamanhos que tornarão possíveis as excursões de grupos de terceira idade ávidos por piruetar sem gravidade, o que financiará o transporte das cargas indefinidamente. Isso sim, é o que se pode chamar de aproveitar a viagem.

Esta é uma obra de ficção.


Nota do Editor: Marcelo Pirajá Sguassábia é redator publicitário em Campinas (SP), beatlemaníaco empedernido e adora livros e filmes que tratem sobre viagens no tempo. É colaborador do jornal O Municipio, de São João da Boa Vista, e tem coluna em diversas revistas eletrônicas.
PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
22/09/2021 - 05h47 Amor faz bem para a alma
21/09/2021 - 06h33 Ilhabela sempre
20/09/2021 - 05h50 Ninguém gosta de ser pago na mesma moeda
19/09/2021 - 05h45 Poeira das estrelas
17/09/2021 - 06h30 Analogia Luso-Tupinambá
16/09/2021 - 06h12 A dança da Joana
ÚLTIMAS DA COLUNA "MARCELO SGUASSáBIA"Índice da coluna "Marcelo Sguassábia"
14/09/2021 - 05h57 Vida própria
19/08/2021 - 06h08 `Isentão´, graças a Deus
12/08/2021 - 05h56 Danilo aos domingos
23/07/2021 - 06h31 Cápsulas de recordação
15/07/2021 - 06h00 Todynho e Menescal
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2021, UbaWeb. Direitos Reservados.