21/09/2020  07h27
· Guia 2020     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
COLUNISTA
Julinho Mendes
16/09/2020 - 06h20
Feito nas cochas
 
 
Julinho Mendes 

As telhas de barro, no período colonial, eram confeccionadas pelos escravos, esses modelavam o artefato de barro nas próprias cochas. Se comparado com o telhado de palha de sapê, foi uma novidade inovadora, sendo que, cada telha assumia um tamanho e formato diferente. Tempos depois, a qualquer serviço porco e malfeito, fizeram péssima e pejorativa comparação, às telhas produzidas pelos escravos.

Numa pequena cidade do interior, depois de elaborar um projeto para reurbanização de uma avenida, o prefeito conseguiu aprovação e dinheiro do governo do Estado para execução da obra. Tão logo iniciou a obra, o presidente da câmara municipal, daquela cidade, determinou a criação de uma comissão fiscalizadora composta por três vereadores para fiscalizar as etapas da obra do prefeito. De forma consciente e responsável o prefeito também convocou dois de seus engenheiros, para acompanhar a feitura técnica e prática da obra.

A obra foi iniciada e logo a concretagem de uma grande área de piso foi concluída. Tanto os engenheiros do prefeito como a comissão fiscalizadora da câmara municipal foram analisar o trabalho executado, e aí depararam com um grande absurdo, um “erro” ou não, primário e infantil naquele piso concretado. Imediatamente chamaram o chefe da empreiteira que executou a concretagem:

- Pois não, senhores, o que aconteceu? - Perguntou o chefe da empreiteira.

Um dos vereadores, simples em sua formação, mas consciente de sua obrigação e sabedor de que aquele serviço estava errado, assim falou:

- Que titica de concretagem é essa que o senhor fez no piso da avenida de nossa cidade?

Um dos engenheiros, com mais categoria e argumentos técnicos, também falou:

- Pois é, senhor empreiteiro, vocês concretaram o piso de nossa avenida sem antes colocarem JUNTAS DE DILATAÇÃO e como vemos aí, esse concreto, devido as intempéries natural do tempo, está rachando tudo. Isso não poderia ter acontecido!

No outro dia o prefeito chamou a empreiteira e ordenou, pela força da lei e do contrato, que aquela concretagem fosse retirada e feita uma nova, conforme normas técnicas para tal serviço.

Nessa história vemos um prefeito responsável e vereadores cumprindo com seu papel e dever.

Esses sim, pode-se dizer que amam sua cidade e têm consciência de que em pleno século XXI a forma de se fazer telhas é toda padronizada, sistematizada, de bom acabamento e durabilidade. O povo dessa cidade tem plena certeza e confiança naqueles que elegeram para governar e administrar a cidade em que vivem.

Fazer “nas cochas” é coisa do passado! Mas o oba oba com o dinheiro público, a irresponsabilidade e falta de consciência dos agentes políticos, ainda prevalece em muitas cidades desse nosso Brasil e, salvo algumas exceções, o povo também tem responsabilidade nisso, porque não enxerga as mazelas, vende seu voto, elege e reelege políticos ruins e mal intencionados.

Em breve, mais uma oportunidade teremos para mudar; mudando, conscientizar a classe política que o povo está atento a tudo que rola na cidade. Viva o povo brasileiro!

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
21/09/2020 - 06h54 Brevíssimo instante em que tudo é possível
20/09/2020 - 07h19 Desoneração versus desonerações
18/09/2020 - 07h09 Enlaçados laços
17/09/2020 - 06h24 Memórias críticas
14/09/2020 - 07h17 Preparem os rojões: temos tudo a comemorar!
ÚLTIMAS DA COLUNA "JULINHO MENDES"Índice da coluna "Julinho Mendes"
14/09/2020 - 07h20 Oficina cultural - Boi de Conchas
06/02/2020 - 06h50 Quem quer comprar buraco?
02/02/2018 - 06h53 Os asfaltos de Ubatuba
25/01/2018 - 06h56 O chumbo vai ser grosso
19/01/2018 - 07h24 A culpa é da bunda
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2020, UbaWeb. Direitos Reservados.