02/03/2021  05h09
· Guia 2021     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Crônicas
20/01/2021 - 05h56
É triste quando um amor acaba
Marcial Salaverry
 

Embora ao se iniciar todos desejem que o amor seja terno e eterno, nem sempre um amor perdura com o mesmo calor. Por vezes algo acontece, o encanto que existia se quebra, e o amor termina, e se termina, é porque nunca houve um amor de fato. Algumas vezes termina bilateralmente, mas na maioria dos casos, termina apenas unilateralmente. No primeiro caso, geralmente existe um acordo tácito, e o relacionamento termina numa boa, naturalmente, pois o amor não estava firme, e não resistiu ao tempo, ou a alguns contratempos.

Mas quando o amor termina unilateralmente, um lado sempre sofre, pois ao perceber que perdeu o amor de quem ainda ama, vem sempre aquele gosto triste na boca, e quem já passou por isso, é que pode dizer.

Vamos lembrar que apenas uma atitude cabe nesse caso, mesmo que doa, é simplesmente aceitar o fim de tudo, algo que é bem melhor do que viver uma vida em cima do muro, na expectativa de que a situação possa reverter.

Amor sempre deve ser encarado como coisa séria, ou existe, ou não existe. Quando é assim encarado, mesmo que o amor termine, pode ficar uma amizade. Não deve terminar com inimizade. É triste ver pessoas que chegaram a se amar, passarem a se encarar como inimigos. Havendo diálogo, aceitação e respeito, sempre a amizade pode permanecer. O amor quando é sincero, não fere, não magoa, não é egoísta. Em verdade, o amor é cumplicidade, é troca, é respeito principalmente.

O amor pode acabar, às vezes, por desgaste, provocado por uma rotina na convivência do dia a dia, ou quando um dos parceiros, ou mesmo ambos, encontram outra motivação na vida. Mas mesmo que um dos parceiros continue amando, ninguém morre por se separar, pois a vida continua e tem sempre algo ou alguém que poderá aparecer, trazendo nova motivação para prosseguir vivendo normalmente, com um novo relacionamento.

A auto estima não pode jamais ser perdida. Ninguém pode sofrer por se considerar culpada pelo fim do amor. Simplesmente aconteceu. Não será o primeiro amor que acaba, e nem tampouco o último.

E mesmo que não encontre outro alguém, deve procurar forças naquela simpática pessoa do outro lado do espelho. Ou em um filho. Ou em uma amizade leal e sincera. Ou mesmo num computador, para não ficar com aquela dor...

Quando se pergunta como ou porque um amor acaba, ninguém saberia explicar, pois cada caso é um caso, e é algo que acontece muito rápido e quando se dá conta, ele simplesmente acabou. E a pergunta que não quer calar, e que ninguém sabe responder, é esta: "Por que relacionamentos durante muito tempo estáveis um dia acabam?"

Pode ser a mesmice de uma rotina, e o desejo de quebrá-la? Pensem nisto.

E enquanto isso, vamos ter UM LINDO DIA, que será mais lindo ainda para quem estiver vivendo ao lado de seu amor, de um amor de longa data...

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
01/03/2021 - 05h30 Prometo não esquecer
28/02/2021 - 05h57 Nostalgia e livros
25/02/2021 - 06h15 O ano em que tivemos dois carnavais
24/02/2021 - 06h34 É o destino que comanda a vida?
23/02/2021 - 06h21 Diversão de aposentados
22/02/2021 - 06h38 Autobiografia levemente autorizada
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2021, UbaWeb. Direitos Reservados.