07/08/2020  16h09
· Guia 2020     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Crônicas
01/07/2020 - 07h26
Bom sabermos superar nossos medos e traumas
Marcial Salaverry
 

Em vista do que está acontecendo, é certo que precisamos aprender a superar um dos piores inimigos que temos, e que é facilmente localizável. Encontra-se em nosso interior, em nosso emocional, em nossos medos, em nossas fraquezas, e é preciso admitir que não nos é muito fácil controlar o que se passa em nosso interior. Muitas vezes trazemos certas coisas muito no recôndito de nossa mente, lá no fundo de nosso subconsciente, para as quais não encontramos explicações, além do que, existem situações que nos provocam certos traumas difíceis de serem superados.

Para alguns, é um inexplicável medo da escuridão, e nesse caso, ficar em lugares escuros causa uma espécie de pavor, que não sabemos dizer o porque, para outros, é a altura que causa receios. Se estão em algum lugar alto, mal conseguem chegar à janela para apreciar o panorama, porque vem aquela impressão de estar caindo, e isso sem falar naqueles que sentem verdadeiro pavor de ambientes fechados. Ao serem obrigados a andar de elevador, chegam a sentir náuseas.

E ainda mais, é preciso falar naqueles que não conseguem ficar sem comer. A sensação de fome é insuportável, e na verdade, desse mal acho que todos sofrem...

Para se falar de todos os medos e traumas que existem, teremos que gastar algumas laudas, tantos são. E são tão reais e atuantes, que todos já estão devidamente batizados e catalogados, entre os quais, a terrível depressão, e para ela ainda não existe uma explicação plausível.

Sabemos que existem, e creio que todos temos algum ou alguns desses medos dentro de nós. Cabe-nos conhecê-los, aceitá-los e vencê-los, porque a vida assim o exige. Não podemos deixar que dominem nossos pensamentos, caso contrário teremos muitos problemas em nossa vida, pois em sua maioria são situações que podem ser dificilmente contornáveis. Enfrentando-as e as vencendo é meio caminho andado para nosso sucesso na vida.

Nosso amigo L’Inconnu tem um pensamento muito interessante sobre o assunto: "Não tenha medo das tuas fraquezas, dos teus maus pensamentos. Elas existem para estimular o teu desejo de vencer."

Uma grande e nítida verdade. Se quisermos ter algum êxito em nossa vida, deveremos antes conhecer nossas fraquezas, e procurarmos superá-las, mesmo que seja algo novo que causa uma espécie de pânico, algo que não está ainda bem definido o que seja, causas e efeitos...

Quanto aos maus pensamentos, então, temos que aprender a classificá-los, combatê-los e vencê-los. São os pensamentos que podem nos induzir a certos vícios perigosos, a certos hábitos nocivos, que fatalmente irão prejudicar nossa vida, acabando muitas vezes com nossa saúde. E em outras, com a estabilidade de um lar, sendo muitas vezes responsáveis mais do que diretos pelo término de muitos relacionamentos, e até mesmo provocando crimes os mais hediondos. Quando não se consegue controlar certas compulsões para o jogo, para a bebida, para as drogas, são vidas que se arruínam, acabando igualmente com a harmonia de seus lares, e até mesmo com a vida de familiares.

São os inimigos que levamos dentro de nós. Todos, sem exceção, temos algum deles, que tenha solicitado um “asilo político” quando nascemos. Penso que não existe ninguém que, em sã consciência, poderá dizer que não tem nenhum desses medos ou dessas compulsões dentro de si.

Realmente importante é identificar, aceitar e saber como combater. Com ajuda de psicólogos, psiquiatras ou não. Sempre será difícil achar e admitir a existência do problema. Combater, até que pode ser mais fácil, desde que realmente se tenha essa disposição de espírito.

Convenhamos que não é muito fácil para um drogado, um alcoólatra, um fumante, um jogador, um "computadólatra", admitir que está dominado pelo vício, e esse é apenas o primeiro passo, e é preciso mais ainda para livrar-se dele. É algo que vai exigir uma força de vontade muito grande. Sempre é uma decisão totalmente individual. Poderá e precisará contar com a ajuda de parentes e bons amigos. Mas tudo vai depender realmente de sua força de vontade.

A todos aqueles que estão querendo se livrar de algum vício, meu maior apoio, e vai um pequeno conselho: Se estiver sendo difícil, procure aconselhamento e ajuda profissional. É a solução em muitos casos.
 
Espero, finalmente, que todos tenhamos UM LINDO DIA, procurando superar os "efeitos colaterais" dessa situação de distanciamento, que está mexendo com a cuca de muita gente, chegando inclusive a tirar nossa liberdade de ir e vir...

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
07/08/2020 - 07h17 Noites do sertão
06/08/2020 - 06h40 Celso, admirador de João Pessoa
05/08/2020 - 06h31 Amor é vida para a vida
04/08/2020 - 06h55 Canteiro de espinafre
02/08/2020 - 06h24 A política nossa de cada dia e o voto de quem!
31/07/2020 - 07h20 Lampião, cordial amigo
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2020, UbaWeb. Direitos Reservados.