05/06/2020  21h41
· Guia 2020     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Medicina e Saúde
18/05/2020 - 06h49
Covid-19: tratamentos oncológicos não podem parar
 
 
Em meio à epidemia, 50 mil pacientes já deixaram de receber diagnóstico de câncer no país

Segundo dados divulgados pela imprensa, desde o início da pandemia da covid-19 no país, pelo menos 50 mil brasileiros deixaram de ser diagnosticados com câncer. Outros milhares, já com o tumor detectado, estão com tratamentos suspensos. Muitos deles, que já haviam sido iniciados, foram interrompidos, assim como cirurgias, sem previsão de realização.

A falta de exames preventivos e a consequente redução das chances de diagnosticar um câncer precocemente, especialmente nos casos de tumores agressivos, representam um grave risco de vida para a população, alerta o Arnaldo Urbano Ruiz, cirurgião geral e oncológico.

"O câncer é uma doença curável na grande maioria dos casos, mas para isso, deve ser diagnosticado e tratado o mais rápido possível. Adiar o início do tratamento reduz substancialmente as chances de cura e pode, não apenas dificultar o tratamento, como também reduzir a qualidade de vida do paciente".

Segundo o Dr. Arnaldo, há, também, os casos de pacientes que, por conta própria, interromperam consultas e tratamentos, por medo da covid-19. "Para estes, é importante salientar que verifiquem com seus médicos se esta interrupção é adequada. Se não, uma conversa sobre as medidas de segurança adotadas pelos profissionais envolvidos no tratamento e pelos hospitais nos quais os procedimentos serão realizados, a fim de prevenir a contaminação pelo coronavírus, poderão tranquilizar o paciente".

Já existem as áreas denominadas "Covid-free" dentro dos hospitais, com normas de segurança especificamente voltadas à prevenção da contaminação pelo coronavírus.

"Desta forma, é possível manter o atendimento a pacientes graves, como é o caso dos atendimentos oncológicos", explica o Dr. Arnaldo.

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "MEDICINA E SAÚDE"Índice das publicações sobre "MEDICINA E SAÚDE"
05/06/2020 - 07h42 É COVID-19 ou alergia ocular?
03/06/2020 - 07h48 AVC já é a segunda maior causa de morte no mundo
31/05/2020 - 06h57 Tabagismo e Covid-19
27/05/2020 - 07h42 Como a crise pode transformar as pessoas?
24/05/2020 - 06h21 Sarcopenia
23/05/2020 - 07h55 3 formas para potencializar os treinos em casa
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2020, UbaWeb. Direitos Reservados.