08/04/2020  12h32
· Guia 2020     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Crônicas
25/03/2020 - 06h55
O que pode anular a distância
Marcial Salaverry
 

É verdade que algo que acontece com frequência é o fato de muitas vezes ficarmos longe de pessoas que gostaríamos de ter a nosso lado, e podem ser pessoas conhecidas que se afastaram por algum motivo, ou filhos que vão morar longe, ou mesmo amigos ou parentes que mudaram de cidade, estado ou País. Enfim, o que não faltam são motivos que causem separações.

Atualmente são os conhecimentos virtuais que determinam distâncias entre pessoas "afínicas".

Formam-se amizades, nascem amores, pessoas se apaixonam sem que haja o conhecimento físico. Para quem não está familiarizado com a Internet, isso pode parecer o maior dos absurdos.

Como alguém poderá confiar numa amizade, sem que haja o famoso "olho no olho"? Como alguém poderá gostar de alguém sem o famoso toque de mãos? Apaixonar-se, então? Seria a mais rematada loucura sequer pensar-se nisso. Como se poderá sentir o doce contato dos lábios?

Mas a verdade, é que acontece, e como acontece. A própria vida moderna induz a isso. A agitação das grandes cidades e a calmaria das pequenas cidades está cada vez mais prendendo as pessoas em casa. E a Internet é uma tremenda "chave de cadeia". Através da Internet, principia-se a "conversar" com pessoas de quem jamais teríamos a mais leve noção de sua existência. Conseguimos descobrir incríveis afinidades espirituais que jamais poderíamos imaginar.

Descobrimos pessoas com as quais desfrutamos de momentos de grande alegria e prazer. Faz-se desabafos. "Limpamos" nosso espírito. Faz-se, online, confidências que pessoalmente ninguém teria coragem de fazer. E assim, vão se estreitando laços de amizade.

"Conhecemos" pessoas que por razões diversas se afastam e o mais interessante, é que sentimos falta daquele determinado e-mail que sempre entrava. Certas ausências emaillisticas nos deixam até mesmo preocupados. E vão nascendo amores, surgindo romances. Interessante como se desenvolve esse sentimento de amor. Chega a ser inexplicável como se poderá amar quem sequer se conhece.

Ouvi de alguém uma frase muito especial a esse respeito, justificando um sentimento especial entre duas pessoas que não se conhecem: "o que importa é que eu sei que estás aí, e tu sabes que estou aqui."...

Lindo demais este pensamento, o verdadeiro sentimento não exige a posse. O ter a pessoa diante de si, o verdadeiro sentimento sabe, não "tem". Como que dizendo: sei o que sinto, e assim, não preciso ter-te em meus braços. É muito interessante pensar-se assim. Desenvolve-se a capacidade de "sentir-se" uma presença ausente, anulando totalmente a distancia entre elas. É sempre um exercício de imaginação.

Assim, pode-se dizer que o "Amor Virtual" é, na verdade, uma "Amizade Virtual" mais forte, onde há um sentimento maior unindo essas duas pessoas.

Chega-se, mesmo, a "sentir" a presença desejada ao lado. Olhamos, e conseguimos mesmo "visualizar" esse alguém, ainda que jamais o tenhamos visto. Desfrutamos de sua presença, mesmo que à distância, que é totalmente anulada pela força do pensamento.

Através do conhecimento virtual, tem-se algo mais importante do que o conhecimento pessoal, pois consegue-se conhecer a alma das pessoas. E, na verdade, esse conhecimento é bem mais gratificante do que o conhecimento físico, que sempre pode provocar certas rejeições a respeito do aspecto pessoal. Achamos feio ou bonito, atraente ou repelente.

Como exercício de imaginação e lição de casa, espero que todas as minhas crianças queridas sintam o beijo no coração que estou mandando junto com meu desejo de UM LINDO DIA, e que sempre poderá ser repetido, dependendo é claro da força do pensamento...

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
08/04/2020 - 06h58 Assim é a estrada da vida
07/04/2020 - 07h01 Quando a flor sufoca a efervescência do ser
06/04/2020 - 07h33 Os agraves da crise em andamento
05/04/2020 - 06h46 Galos e manhã
03/04/2020 - 05h56 As velhas amendoeiras
02/04/2020 - 07h08 Contagiados ou contagiantes contagiam
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2020, UbaWeb. Direitos Reservados.