12/12/2019  00h46
· Guia 2019     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Crônicas
27/11/2019 - 05h23
É fato que o coração tem certas razões
Marcial Salaverry
 

Corroborando essa afirmativa, recentemente ouvi uma frase muito interessante, creio que seja de L'Inconnu, e é plena de sabedoria, senão vejamos..." O coração tem razões que a própria razão desconhece..." Creio que todos já a leram ou dela ouviram falar, e de fato, encerra uma grande verdade, pois o coração costuma pregar peças inesperadas, criando algumas situações meio inusitadas, quando sem mais aquela resolve se apaixonar de maneira digamos inadequada, e isso pode acontecer em diversas épocas de nossa vida.

Por exemplo, quando estamos nos bancos escolares, e resolvemos nos apaixonar por uma professora (ou professor, claro). Fica aquela situação meio esquerda, com suspiros pra tudo quanto é lado. E quando a professora percebe que aquele moleque está apaixonado por ela, muitas vezes não sabe o que fazer, e então, tenta explicar para o garoto que as coisas não são bem assim, e tenta explicar que em francês, “je t’aime” pode significar “eu gosto de você”, sem ser uma declaração de amor, e muito pelo contrário, pode indicar o carinho de uma amizade. Mas não é fácil fazer um garoto cheio de idéias de jerico na cabeça entender isso. E é uma baita frustração, podem ter certeza.

Na adolescência, muitas vezes nos julgamos apaixonados. E isso segue pela vida afora. Tanto podemos viver um amor permanente, ou diversos amores ocasionais. Sempre a reação será a mesma. O coração bate mais forte, as pernas tremem, e muitas vezes as palavras não saem como queremos. E é uma delicia quando acertamos na Loteria do Amor, mas se nos apaixonamos pela pessoa errada, a tal da razão entra em atrito com o coração e tudo se complica.

O coração nunca sabe se vai haver reciprocidade no amor. Ele é meio burrinho, e se deixa dominar pelas emoções, nunca escutando a implicante da razão, que tenta mostrar que estamos entrando em fria. E se entramos de cabeça, o resultado será levar um gol no último minuto da prorrogação, mas também, muitas vezes a razão se engana, e acabamos por não viver um grande amor porque a ouvimos, e não demos bola para o coração.

Eis aí o grande conflito. Se corre o bicho pega, e se para, o bicho come... O que ouvir? O coração, ou a razão? É hora de tentar usar um negocinho chamado discernimento, e analisar bem a situação, nunca esquecendo que não existem parâmetros a serem seguidos, pois cada caso é um caso, e não é porque um amor não deu certo, que nunca mais nenhum outro dará, e assim sendo, o aconselhável é nunca fechar o coração, deixando-o aberto para novos amores, pois nas questões de amor, temos que usar o meio termo. Seguir o coração, mas com a sintonia ligada na razão, para contrabalançar os efeitos, vivendo o amor sem contudo, se entregar às loucuras da paixão. Sabendo observar os limites que poderão nos fazer sair fora da racionalidade, e sabendo nos manter no rumo, sem perder o prumo, nunca esquecendo de que, para um amor ser vivido em plenitude, é preciso que haja reciprocidade. Um amor unilateral nunca dá certo. E é justamente para entender essa diferença, que temos que ouvir a razão, sabendo entender o que ela tenta esclarecer para o coração...

Para digerir melhor esse problema, nada melhor do que UM LINDO DIA, sempre pesando os prós e os contras dos conflitos que porventura existirem entre o coração e a razão...

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
11/12/2019 - 05h07 Apreciando a imensidão do mar
10/12/2019 - 06h43 Amigo não é para ser oculto
09/12/2019 - 07h20 Globo luminoso
08/12/2019 - 06h54 Brasil, país dos finalmente corretos?
06/12/2019 - 06h33 Bacamartes e estampidos
05/12/2019 - 06h12 Eis o que pode ser a felicidade
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2019, UbaWeb. Direitos Reservados.