11/12/2019  03h19
· Guia 2019     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Crônicas
17/07/2019 - 06h46
A beleza da arte
Marcial Salaverry
 

Para tentarmos chegar a alguma conclusão sobre o que poderá definir a beleza quando produzida por artistas, temos algumas palavras de L'Inconnu, indagando sobre o porque de certas obras que são tecnicamente perfeitas e que, apesar dessa perfeição, pareciam não ter beleza.

"Entendo que por ter qualidade, deveria supor ser belo, no entanto, muitas vezes, analisando um quadro, percebemos a qualidade da obra, sem contudo ver beleza... A técnica é boa, tem qualidade de composição, ritmo, e no entanto não é belo..."

Para tentar explicar o que parece ser incoerente, vamos entender que nem sempre uma obra de arte produz o mesmo encanto que outras, e nesse caso, que o que falta é a "alma" do artista nessas obras tecnicamente perfeitas. O artista conseguiu desenvolver uma técnica apurada, mas falta-lhe o sentimento, e assim fica a perfeição da técnica desenvolvida, mas faltou o sentimento, para dar uma vida mais viva ao trabalho executado, que é o realmente mostra a beleza da obra...

É certo que tanto o pintor, como o escultor, que trabalham com a matéria prima natural, precisam conhecer muito bem a parte técnica, mas se não conseguirem desenvolver seu sentimento, não conseguirão "marcar época". Serão bons artistas, simplesmente.

Pode-se perguntar o que é pintar ou esculpir com sentimento, com alma, e respondendo, podemos dizer que isso significa colocar sua emoção naquilo que está fazendo, e a grande verdade, é que só se coloca emoção, quando realmente existe amor naquilo que faz. O pintor ou o escultor, tem que se apaixonar pela sua obra. Tem que olhar para o que está fazendo, e sentir o mesmo amor que pode sentir pela pessoa amada, fazendo com que sua obra marque época, e assim, e só assim, conseguirá transformar sua obra tecnicamente perfeita, numa real obra de arte, porque todos os que a virem, conseguirão sentir a beleza existente nela.

Como exemplo, posso citar os "Artistas congoleses", com os quais convivi quando de minha estada no Congo. Sem técnica nenhuma, produziram lindas obras de arte. E por que? Porque trabalhavam com alma, gostavam do que faziam, havia muito do interior deles em cada um daqueles quadros, em cada trabalho que faziam. E jamais cursaram uma Escola de Belas Artes, apenas soltavam sua alma, e utilizando à guisa de tela os sacos de farinha recolhidos no lixo, pintavam lindos quadros.

Essa necessidade de "falar com a alma", não é somente com pintores que ocorre, pois escritores, poetas, músicos, enfim, todo aquele que resolve abraçar uma carreira artística, tem que fazê-lo com amor, tem que abraçar a carreira, como abraça a pessoa amada. Tem que sentir amor naquilo que faz.

Vejam quantos poetas, que apesar de produzirem obras perfeitas, em sua métrica, em sua rima, não conseguem transmitir emoção para quem lê, ao passo que outros, apesar de não desenvolverem a mesma técnica em seus escritos, causam emoção com seus escritos. Vejam uma poesia de amor, por exemplo, quando é feita com real paixão pelo escritor, faz com que quem lê, sinta-se envolvido. Por vezes, julga ser o destinatário da poesia, parece ser dedicada a quem está lendo. E o que provoca essa sensação intimista é simplesmente o fato de ter sido escrita com amor, com sentimento, e não apenas com a técnica perfeita.

Esse fato se verifica em todos os campos da arte. A grande diferença entre o artista e o Artista é exatamente essa, o artista aprendeu a dominar a técnica de sua arte, mas não consegue colocar sua alma nela. Não sabe buscar a emoção de seu interior e transportá-la para o que está fazendo, ao passo que o Artista, pode não ter o perfeito domínio da técnica de sua arte, mas supre essa deficiência com o melhor de seu talento, que é o seu sentimento. Sentindo o calor interior, e o colocando alma naquilo que faz, e aí está o verdadeiro Artista.

Bem, crianças arteiras ou artistas, vamos procurar por amor naquilo que fazem, e com bons sentimentos, tenham um LINDO DIA.

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
10/12/2019 - 06h43 Amigo não é para ser oculto
09/12/2019 - 07h20 Globo luminoso
08/12/2019 - 06h54 Brasil, país dos finalmente corretos?
06/12/2019 - 06h33 Bacamartes e estampidos
05/12/2019 - 06h12 Eis o que pode ser a felicidade
04/12/2019 - 07h22 La Mijona
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2019, UbaWeb. Direitos Reservados.