25/04/2019  05h06
· Guia 2019     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Medicina e Saúde
29/03/2019 - 07h11
O que é mito no transplante capilar
 
 
Popularização da técnica aumenta as dúvidas em relação ao procedimento e seus resultados

A cirurgia de transplante capilar é cada vez mais procurada por pessoas que desejam recuperar os fios de cabelo do couro cabeludo, cobrir cicatrizes e até mesmo reparar falhas em algumas regiões do corpo, como barba e sobrancelhas. De acordo com o médico especialista em transplante capilar, Leandro Ribeiro Mauro (www.drleandromauro.com.br), as pessoas ainda têm muitas dúvidas ao chegar no consultório. “Surgem muitos questionamentos como por exemplo, o aspecto depois do transplante, o crescimento dos cabelos e se eles voltarão a cair”, conta o especialista.

Para esclarecer algumas das dúvidas mais frequentes, Dr. Leandro elencou uma lista de mitos e verdades.

1 - Posso receber cabelo de outra pessoa?

Mito - A cirurgia de transplante capilar usa o receptor como próprio doador, ou seja, os fios retirados de uma área serão implantados em outra área na mesma pessoa. Isso evita problemas como a rejeição dos fios.

2 - Pessoas mais velhas apresentam melhores resultados em transplante capilar?

Parcialmente verdade - Em pessoas mais velhas, com a queda definida, é possível realizar transplante capilar com mais chances de sucesso. Em pacientes mais jovens a evolução da calvície pode ser necessária uma segunda sessão para cobrir novas áreas calvas.

3 - Posso fazer o transplante em qualquer idade?

Verdade - O transplante pode ser realizado em praticamente qualquer idade, desde que a indicação seja bem feita: “a cobertura de uma deformidade estética, como uma cicatriz, pode ser realizado em qualquer idade se for muito evidente, já para a calvície androgenética padrão, orienta-se aguardar o máximo possível, de preferência após os 35 anos, quando a calvície já tem o seu padrão determinado. Em pacientes mais novos deve ser avaliado o impacto psicológico que essa calvície impõe sobre o paciente, sendo em muitos casos indicado o transplante”.

4 - Pessoas completamente carecas/calvas não podem realizar o procedimento.

Mito - Independente do grau de calvície, a pessoa poderá fazer o transplante capilar desde que tenha áreas e pelos saudáveis de onde serem extraídos. “Procuramos harmonizar a distribuição de fios, e para isso é necessário que os fios transplantados sejam de boa qualidade e que haja uma boa área para extração”.

5 - Fiz um transplante capilar que não deu certo. Posso corrigi-lo com outra cirurgia?

Verdade - É possível corrigir e até mesmo melhorar o aspecto de uma região que já recebeu transplante capilar, entretanto, o método e os resultados variam caso a caso.

6 - Somente o couro cabeludo pode receber os fios transplantados?

Mito - As sobrancelhas e barbas também podem receber fios, além de outras partes do corpo, como os pelos pubianos, por exemplo, que servem tanto para doar fios, quanto para receber e restaurar e aumentar volume, comum na Ásia.

7 - Podem ser extraídos fios do braço, peitoral e da própria cabeça para o transplante?

Verdade - “Os fios a serem transplantados podem ser de diversas partes do corpo, no entanto é necessário analisar a qualidade do fio e o local que vai receber esse fio para que o resultado final seja harmônico”, afirma o especialista.

8 - O fio conserva a memória de onde foi extraído?

Verdade - “Se retirarmos um fio do couro cabeludo e transplantarmos para a sobrancelha, por exemplo, esse fio tende a crescer mais que os outros naturais do mesmo lugar, por isso é necessário que seja aparado com frequência”.

9 - A cirurgia de transplante capilar não deixa cicatrizes.

Mito - As cicatrizes desse procedimento não são visíveis, pois geralmente são cobertas pelo crescimento dos fios. Dependendo da técnica realizada para extração dos fios vai existir uma única cicatriz linear ou diversas microcicatrizes pontuais na área de onde foram retirados os enxertos.

10 - O procedimento causa muita dor.

Mito - O procedimento de transplante capilar é minimamente invasivo. Dores e incômodos, raramente relatados, são resolvidos com analgésicos comuns, prescritos logo após o procedimento.

11 - O cabelo transplantado não cai mais?

Parcialmente verdade - Os fios transplantados são retirados de áreas que sofrem menor ação do hormônio DhT, responsável pela queda, por isso, a tendência é que os fios não caiam. “Logo após o procedimento, os fios crescem, mas caem novamente e em seguida voltam com mais força. O cabelo cresce normalmente como cresceria na região de onde ele foi retirado, na taxa média de um centímetro ao mês”.

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "MEDICINA E SAÚDE"Índice das publicações sobre "MEDICINA E SAÚDE"
15/04/2019 - 07h27 Cálculo renal: diminua os riscos com dieta
13/04/2019 - 07h35 Incontinência urinária tem tratamento preventivo
11/04/2019 - 06h54 Combate à cegueira começa com informação
01/04/2019 - 06h52 7 práticas que prejudicam o cérebro
28/03/2019 - 07h41 Conheça 5 tipos de câncer urológico
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2019, UbaWeb. Direitos Reservados.