23/04/2019  01h16
· Guia 2019     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Geral
17/03/2019 - 07h51
O que causa o envelhecimento do lábio superior?
 
 
Perda de volume, não apenas "flacidez"

Cirurgiões plásticos têm debatido há muito tempo os mecanismos relacionados com o envelhecimento: eles estão mais relacionados com a "deflação" ou com a "flacidez"? Um novo estudo ajuda a resolver o debate, mostrando uma perda significativa de volume no lábio superior em idosos, relata a edição de fevereiro da Plastic and Reconstructive Surgery®, a revista médica oficial da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS).

“Os resultados sugerem que o envelhecimento da área perioral é afetado por uma combinação de alongamento dos tecidos moles, perda de volume e desbaste, conclui a nova pesquisa. Para os cirurgiões plásticos, as descobertas podem ajudar a melhorar as abordagens baseadas em evidências para o rejuvenescimento facial”, afirma o cirurgião plástico Ruben Penteado, (CRM-SP 62.735), diretor do Centro de Medicina Integrada (www.medintegrada.com.br).

Mudanças relacionadas ao envelhecimento no lábio superior

Os pesquisadores analisaram exames de ressonância magnética (MRI) da cabeça de 200 adultos: 100 mulheres e 100 homens (os exames foram feitos por outras razões). Os participantes foram divididos em um grupo mais jovem, com idades entre 20-30 anos, e um grupo mais velho, com idade entre 65-80 anos. Medidas detalhadas da "unidade do lábio superior" foram analisadas para avaliar as diferenças entre os dois grupos, com uma diferença média de idade de quase 50 anos.

As medidas revelaram várias diferenças relacionadas à idade na anatomia do lábio superior. Estas incluíram alongamento significativo do lábio superior em adultos mais velhos: cerca de 19% maior em mulheres e 18% maior em homens, em comparação com o grupo mais jovem.

O grupo mais velho também apresentou diminuição da espessura do tecido mole do lábio superior: cerca de 41% nas mulheres e 33% nos homens. A maior parte da redução na espessura do tecido ocorreu no sulco nasolabial - o topo das linhas que vão da base do nariz até os cantos dos lábios.

As descobertas sugerem que o alongamento e afinamento relacionados à idade do lábio superior representam mais do que apenas "flacidez". A perda de volume é uma característica óbvia do lábio superior que está envelhecendo, o que parece contribuir para o aprofundamento das pregas nasolabiais, uma característica proeminente da face envelhecida.

“A boca e área perioral desempenham um papel primordial na expressão emocional e atratividade do rosto. O novo estudo fornece insights sobre o envelhecimento do rosto, com base em medições detalhadas de ressonância magnética em uma grande amostra de adultos mais velhos versus adultos jovens”, informa Ruben Penteado, que é membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Alongamento, adelgaçamento e perda de volume contribuem para o envelhecimento da área ao redor da boca, sugere o estudo. Os resultados acrescentam à base de evidências subjacentes à cirurgia plástica e a outros procedimentos cosméticos para o rejuvenescimento facial.

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "GERAL"Índice das publicações sobre "GERAL"
19/04/2019 - 06h03 Como (e porque) reinventar-se
16/04/2019 - 07h19 A natureza é o melhor remédio
15/04/2019 - 07h25 Cadastro Positivo: o que muda para o consumidor?
14/04/2019 - 07h13 As oportunidades escondidas em uma demissão
11/04/2019 - 06h52 Construir uma casa: quais erros não cometer?
07/04/2019 - 07h35 Você não sabe resolver com palavras?
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2019, UbaWeb. Direitos Reservados.