23/08/2019  04h44
· Guia 2019     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Geral
17/01/2019 - 06h53
Como escolher a caixa de som ideal
 
 
Diretor de automação da Lintec ressalta detalhes sobre amplificadores sonoros
Divulgação 

Quando se fala sobre acústica o pensamento remete para caixas de som semelhantes e em diferentes tamanhos. Porém, atualmente existem diversos tipos de aparelhos sonoros e sistemas de projeções que levam em conta os formatos, proporções, instalações e até mesmo o local em que serão utilizados.

De acordo com o diretor da Lintec, Gerson Casarim, o primeiro passo para a melhor escolha é identificar as necessidades do comprador. “É preciso conhecer bem o cliente para oferecer o melhor projeto possível, tanto em relação a preço como ao tipo ideal de caixa”.

Quando a sonoplastia e voltada para residências ela trabalha em três auto-falantes: twetters, mid-rangers e woofer, que são responsáveis do som agudo ao grave, respectivamente. Em estúdios musicais onde os retornos de som devem ser mais precisos, os aparelhos fazem a função de estéreo, ou seja, a mesma configuração quando usamos o fone de ouvido, enaltecendo o alto-falante desejado. “Em ambas as situações, os eletrônicos conectados possuem regulagem específica, por isso é importante a presença de um profissional nas instalações”, ressalta Casarim.

Existem alguns tipos de caixas, entre elas: de embutir, bookshelf ou torres e externas com diversos tipos de aplicações. O primeiro tipo pode ser colocado em áreas externas como varandas ou ser usadas com surround em formato 5.1. O segundo é utilizado para sons estéreos e vem com os três tipos de alto-falantes embutidos. Já as externas, ou também conhecidas como sobrepor, normalmente são utilizadas em áreas abertas, onde temos que direcionar melhor os auto falantes. “O efeito estéreo divide a sonoplastia em dois canais, no caso de um estúdio uma caixa ressaltará a guitarra e a outra a voz, por exemplo”, explica o diretor.

Vale ressaltar que para ambientes que possuem mais umidade, como banheiros, a caixa de som escolhida deve ser instalada distante do box, para não diminuir a vida útil do produto. Para locais localizados mais perto do litoral, o ideal são itens marinizados, por conta da corrosão causada pela maresia.

Atualmente é indicado pensar na automação sonora do local durante a construção, porém, a própria equipe cuidará do projeto, acompanhamento, instalação e passagem de cabos, como é o caso da Lintec. “Hoje existem caixas de acessíveis para diferentes públicos, com valores desde mil a 80 mil reais, de acordo com as necessidades e tamanho do local”, finaliza Casarim.

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "GERAL"Índice das publicações sobre "GERAL"
22/08/2019 - 06h50 Aneel aprova revisão tarifária da Elektro
17/08/2019 - 07h12 Como funcionam as férias do estagiário?
03/08/2019 - 05h24 Sorriso que abre portas
02/08/2019 - 07h22 4 orientações antes de pedir um aumento salarial
31/07/2019 - 05h46 Dicas de consumo consciente de energia
30/07/2019 - 07h32 Cinco inovações que surgiram de um erro
· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2019, UbaWeb. Direitos Reservados.