16/12/2017  09h10
· Guia 2017     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Geral
07/12/2017 - 07h23
Os três passos para se tornar chefe em 2018
Ricardo Resstel
 

A grande maioria das pessoas, ao ingressar no mercado de trabalho, espera a tão sonhada promoção. Em especial a geração “Y”, que urge por escalar os degraus hierárquicos cada vez mais rápido. Porém, precisamos lidar com a realidade que cada empresa possui: não há vaga de chefia para todos os colaboradores. Quando surgir a próxima vaga de supervisor ou gerente, apenas uma pessoa assumirá. As outras precisarão continuar provando sua competência até que a próxima vaga seja disponibilizada.

Então, o que pode ser feito para estar no topo da lista e tornar-se o próximo escolhido?

Há vários anos ingressei em uma companhia aérea para trabalhar na área de check-in. As regras para ser promovido exigiam pelo menos dois anos de casa para receber a primeira promoção. Apesar das exigências, com um ano e dois meses na função a gerente regional pediu autorização ao vice-presidente para me promover e, apesar das regras, ele autorizou.

Baseado, então, em minha experiência prática, quero compartilhar com você o que me levou a receber essa e muitas outras promoções que vieram em muito pouco tempo.

1 – Seja a resposta para os problemas do seu superior.

Eu trabalhava no turno da madrugada, na parte do check-in, e começava às 3h30 da manhã. Apesar da minha função estar clara, eu tinha sede por aprender mais. Tomei a iniciativa de ficar após o horário, por minha conta, para aprender a função de despachante. Certa vez, um número grande de despachantes havia faltado por motivos de saúde e aquele dia prometia ser um caos. Foi então que me voluntariei para fazer os despachos de voo ao meu supervisor. Pude ver a expressão de alívio quando confirmei que sabia desempenhar aquele trabalho e que não haveria problema em reforçar o quadro reduzido da equipe naquele dia. Portanto, saiba sempre mais do que é esperado. Certamente a oportunidade de apresentar suas competências se apresentará em tempo oportuno.

2 – Faça mais do que é esperado de você.

Um tempo mais tarde a empresa decidiu trocar todo o seu sistema de check-in, loja e despacho de voo. Surgiu, então, uma oportunidade de se tornar o que eles chamaram de agente educador. Essa pessoa seria treinada no novo sistema e depois responsável por capacitar todos os colaboradores do aeroporto. Imediatamente as pessoas começaram a questionar qual seria o aumento salarial ao assumir a nova função e, para surpresa de todos, a remuneração não passaria de mais trabalho. Todos desanimaram. Com exceção de mim e de um colega chamado Nunes. Não me recordo de ter trabalhado tanto em nenhum outro momento da minha vida. Juntos treinamos cada colaborador, viramos várias noites acompanhando a migração do sistema e, pelo fato da nossa base ter sido considerada a que obteve o melhor desempenho na virada de sistema, fomos convidados a integrar o que eles chamaram de Command Center, uma estrutura montada na sede da empresa para dar suporte a todos os aeroportos no Brasil e exterior. Começamos aí a nos destacar. A chefia da matriz estava nos vendo.

3 – Se torne o líder antes de se tornar o chefe.

Com o trabalho para adquirir um conhecimento diferenciado e a disposição em treinar cada colaborador, o nível de influência começou a crescer. Somou-se, então, um desejo legítimo de agregar valor e ajudar cada colaborador a lidar com as dificuldades da função. Foram muitas oportunidades para lidar com voos cancelados, lotados, manutenção etc. Crises essas que geraram até ameaça de morte quando um policial armado perdeu seu voo. Por muitas vezes ouvi “Você não é pago para isso”, “Isso é função de supervisor”, “Não precisa dar tanto o sangue assim” e por aí vai. Mas o foco em continuar ajudando tanto os clientes quanto os colegas me levou a virar referência naquela empresa.

Não demorou muito para abrirem algumas vagas em cargos de liderança. Nunca vou me esquecer de um colega que comentou: “Não sei quem assumirá as outras vagas, mas duas certamente serão do Ricardo e do Nunes”. A promoção para nós dois foi algo simplesmente natural e inquestionável. Essa era opinião não somente da chefia, mas também dos colegas. A despeito das probabilidades e regras, com um ano e dois meses eu recebi minha primeira promoção. Siga esses passos simples e estou certo que, de forma inquestionável, a sua também chegará.


Nota do Editor: Ricardo Resstel (www.ricardoresstel.com.br) é coach e palestrante com mais de 15 anos de experiência em desenvolvimento de equipes, especialista em liderança e membro licenciado do John Maxwell Team – a mais relevante equipe de formação de líderes do mundo.

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "GERAL"Índice das publicações sobre "GERAL"
16/12/2017 - 08h18 Síndrome de Burnout
15/12/2017 - 07h28 Como escolher corretamente uma lâmpada LED
15/12/2017 - 07h24 Os malefícios das crenças limitantes
13/12/2017 - 07h40 13 de dezembro, o Dia do Pedreiro
12/12/2017 - 08h35 Quando a cantada ultrapassa limites?
09/12/2017 - 07h53 Mudança de carreira, da água para o vinho






· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2017, UbaWeb. Direitos Reservados.