17/12/2017  06h09
· Guia 2017     · O Guaruçá     · Cartões-postais     · Webmail     · Ubatuba            · · ·
O Guaruçá - Informação e Cultura
O GUARUÇÁ Índice d'O Guaruçá Colunistas SEÇÕES SERVIÇOS Biorritmo Busca n'O Guaruçá Expediente Home d'O Guaruçá
Acesso ao Sistema
Login
Senha

« Cadastro Gratuito »
SEÇÃO
Crônicas
15/06/2017 - 06h58
A música de São João
Damião Ramos Cavalcanti
 

O santo não tem música, mas a festa do santo, sim. São João divide com Santo Antonio, de véspera, e, dias após, com São Pedro, nesses respectivos festejos, comidas de milho e também música nordestina. Numa comemoração, a música que a caracteriza deve se observar. A Igreja, mestra em rito e liturgia, jamais colocaria uma música exultante e jubilosa numa cerimônia fúnebre, mas uma de som triste e lutuoso. Assim também se evita, até por equívoco, a Marcha Fúnebre, de Chopin, no lugar da Marcha Nupcial, de Mendelsson, para a noiva entrar triunfalmente nas alegrias do seu casamento.

Mutatis mutandis, o "grito de carnaval" jamais é aberto com o melhor "forró de Luiz Gonzaga", mas talvez com o frevo "Vassourinha", da sanfona de Sivuca. Não se muda o instrumento, mas a música, tocando-a adequadamente conforme dita a cultura popular. Enfim, tudo não deve ser escolhido segundo a vontade do "dono da festa", do dirigente público ou o poder do dinheiro, mas de acordo com o folclore, o costume e a tradição. Essa afirmativa revela desrespeito a qualquer ritmo ou tipo de música? Não, mas respeito e valorização à música que, consagradamente, a sabedoria popular elegeu para cada circunstância ou momento para festejar a vida.

Sobre esse assunto, falam baixo, alto e pela mídia, discutindo-se preferências tão claras: Convidaram, ou melhor "contrataram" bons cantores, boas cantoras e instrumentalistas para cantarem "música sertaneja" sulista, no "maior São João do Mundo", em Campina Grande, cujos festejos sempre se caracterizaram pela comida sazonal do milho, pelos trajes matutos do nordeste brasileiro; e não pelos diferentes costumes e música dos pântanos goianos ou das planícies gaúchas. Admiro muito o folclore musical das estâncias do sul, mas, por aqui, numa Festa de São João, suas melodias não me atraem à Campina Grande para dançar "Ai bota aqui / bota ali o teu pesinho / O teu pezinho / O teu pezinho bem juntinho com o meu"...

PUBLICIDADE
ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES SOBRE "CRÔNICAS"Índice das publicações sobre "CRÔNICAS"
16/12/2017 - 08h17 Nícia Guerriero
15/12/2017 - 07h27 A melhor comida
14/12/2017 - 05h49 Jogava bola e era amado
13/12/2017 - 07h43 Preconceitos sempre atrapalham a vida
12/12/2017 - 08h36 Na urbe: desorientados, desnorteados e largados
11/12/2017 - 07h37 Por fim, a salvo






· FALE CONOSCO · ANUNCIE AQUI · TERMOS DE USO ·
Copyright © 1998-2017, UbaWeb. Direitos Reservados.